Ensaios

23/06/2014

Captur vs 2008: a batalha dos pequenos SUV

Subscreva a nossa newsletter


No  inicio do ano coroámos o Captur como o pequeno SUV de 2013. E esta decisão baseou-se quase exclusivamente no facto da Renault ter decidido fazer um carro, uma carrinha (ambos Clio) e um SUV (Captur). Por outro lado, a Peugeot decidiu lançar o 208 e o 2008. Tendo este ultimo a tarefa de defender o formato de carrinha e SUV. Considerámos na altura que a decisão da Renault era a mais acertada, nunca os confrontámos directamente, como fizemos com o Clio e 208.

Passados 6 meses decidimos fazer um tira teimas. Será que o Captur consegue manter o título? Para começar podemos dizer, que ao contrário do que as aparências pode levar a pensar, as dimensões dos dois SUV são praticamente idênticas, vencendo o Captur marginalmente na distância entre eixos e na capacidade da mala, quando o desenho do 2008 faria supor exactamente o contrário. Mas esta vitória é tão marginal que decidimos dar um empate, técnico, claro. Em termos de design, o Captur é o que segue mais o conceito SUV e o 2008 um conceito mais híbrido, entre carrinha e SUV. Na nossa opinião, o 2008 é mais conseguido, é o que irá cansar menos durante o tempo é o que vai manter a sua beleza intacta ao longo do passar do tempo. Mas como este capitulo é o menos objectivo, declarámos novo empate, deixamos a vitória para o leitor decidir. Em termos de personalização, praticabilidade e arrumação a vitória vai todinha para o Captur, o 2008 nem sequer se esforça para isso. A tampa da mala do 2008 é um bom exemplo de isso, mais simples e pouco prática era muito difícil. O desenho do para-choques traseiro também é uma peça pouco inspirada. Já o Captur permite ter pinturas de dois tons, capas dos assentos, volante e vários apontamentos no interior da cor do exterior. Além de um imenso mas pouco prático (na abertura), gavetão que substitui o porta-luvas. Pura e simplesmente o Captur tem mais espaços de arrumação.

Provavelmente a Peugeto pensou que bastava um cockpit inovador e ficava toda a gente satisfeita. E é justamente aqui que as coisas começam a mudar de figura. Apesar do Captur contar com o R-Link nas versões mais equipadas, o iCockpit da Peugeot não se fica atrás. E apesar do volante pequeno e mostradores mais elevados do 2008 assustarem muita gente, depois de dominados, não se quer outra coisa. Para quem não sabe tanto o Rlink como o iCockpit permitem aceder a todo o que é multimédia através de ecrãs touch. Mas o iCokcpit vai mais longe, pois inclui o tal volante e mostradores mais ergonómicos. Por isso, a vitória vai para o 2008.

Em termos de habitáculo temos que dar nova vitória ao 2008, os bancos são melhores e dão mais apoio lateral. Os plásticos são de melhor qualidade e a montagem é melhor. Embora a ultima unidade que andámos do Captur (a 0.9 tce a gasolina) já tinha mais de 18 mil quilómetros e nem um ruído parasita). E por último o motor, ou melhor, os motores. No Captur tem direito a 2 escolhas: 1.5 DCi de 90 Cv e o 0.9 Tce a gasolina também de 90 cv. É de estranhar a ausência do DCi de 110 Cv, talvez para não roubar compradores ao primo Juke. O 2008 tem um leque mais vasto há escolha, no diesel possui 3 motores: o 1.4 Hdi de 75 cv e o 1.6 Hdi de 92 e 115 cv.

Os motores 1.6 são melhores que o 1.5 DCi, quer em consumos (o 115 consume o mesmo que o dci 90 e o Hdi 90 consume litro e meio a menos que o Dci). E o start & stop da Peugeot funciona mesmo e é silencioso. Raras são as vezes que o sistema da Renault funciona. Nunca o vimos funcionar na versão a gasolina, por exemplo. o único ponto positivo para o Renault, em comparação, o motor Tce de 92 é marginalmente melhor que o 1.2 de 82 da Peugeot, desde que não se carregue no botão “Eco”. Apesar de consumir ligeiramente menos, retira qualquer réstia de potência que o motor possa ter. Conclusão: Apesar do Captur ser um SUV e não uma mistura de estilos, como o 2008. O Peugeot ganha por questões mais importantes: a qualidade (melhores materiais e melhores montados) e os motores (mais escolha e mais poupados).

20140622_161040 20140622_161121 20140622_161158 20140622_161205 20140622_161238 20140622_161338 20140622_161842 20140622_161856 20140622_161906 20140622_161914 20140622_161933 20140622_161030 20140622_162141 IMG_0760 IMG_0759 IMG_0758 IMG_0757 IMG_0756 IMG_0755






 
 

 

Peugeot apresenta novo 508

Tudo muda no novo PEUGEOT 508: nova arquitetura, rebaixada e compacta, novo design exterior fluido e musculado, e interior espetacular que integra uma nova interpretação do PEUGEOT i-Cockpit®. O novo PEUGEOT 508 promete, ass...
by Edmar
0

 
 

A Volvo apresentou a nova Volvo V60.

Numa apresentação que decorreu online na página de facebook oficial da marca, os internautas ficaram a conhecer a nova carrinha Volvo. Tendo por base a nova plataforma SPA da Volvo – Scalable Product Architecture, util...
by Edmar
0

 
 

Citroen apresenta novo Berlingo

Criadora do segmento dos Veículos Multifunções em 1996, a Citroën desvendou o novo Berlingo. Uma terceira geração que dá continuidade à saga de uma silhueta diferente, simples e funcional, que soube inovar ao longo do t...
by Edmar
0

 

 

Mercedes apresenta ao mundo novo Classe A

O novo Mercedes-Benz Classe A mantém o mesmo aspeto dinâmico que já o caracteriza, mas agora com argumentos tecnológicos nunca vistos neste segmento. Redefine totalmente o luxo moderno na classe de veículos compactos e rev...
by Edmar
0

 
 

PEUGEOT 308 ESTREIA TRÊS MOTORES EURO 6.2d

Antecipando-se em nada menos do que 2 anos à normativa europeia Euro 6.2d em matéria de emissões poluentes, cuja obrigatoriedade está agendada para o ano de 2020, a PEUGEOT acaba de lançar no mercado nacional três novos m...
by Edmar
0

 




style="display:inline-block;width:728px;height:90px" data-ad-client="ca-pub-9971066314982170" data-ad-slot="3157887545">

0 Comments


Be the first to comment!


Deixe uma resposta


Últimas
 



 
Pular para a barra de ferramentas