Notícias

17/06/2015

RANGE ROVER CELEBRA 45 ANOS DE LUXO, DESIGN E INOVAÇÃO

Subscreva a nossa newsletter


O icónico Range Rover celebra hoje o seu 45º aniversário. Este importante feito é apenas o último de muitos outros sucessos que o SUV de luxo mais atrativo do mundo conseguiu em 2015.

No Salão Internacional do Automóvel de Nova Iorque, em março deste ano, a Land Rover revelou um novo modelo com a insígnia Range Rover, o exclusivo SVAutobiography. A marca anunciou ainda que se chegara ao Land Rover número seis milhões, com um Range Rover Vogue SE que saiu da linha de produção de Solihull, em abril.

Durante os últimos 45 anos, o Range Rover introduziu novidades pioneiras no sector enquanto se convertia no inigualável SUV, do qual podemos desfrutar hoje em dia. Além de ter lançado numerosas tecnologias avançadas (muitas já standards no sector), o modelo original Classic foi considerado um “trabalho de design industrial exemplar” quando se tornou no primeiro veículo a ser exposto no famoso museu do Louvre, em Paris.

Hoje, na sua quarta geração, o Range Rover está no topo da marca Land Rover e combina uma capacidade todo-o-terreno, líder na sua classe, com uma série de motores topo de gama a diesel, gasolina e híbridos que permitem obter uma oferta única de requinte, conforto e capacidade.

Nick Rogers, Diretor de Global Engineering Operations da Jaguar Land Rover, comentou: “O Range Rover foi o primeiro SUV de luxo do mundo, em 1970, e continua a liderar 45 anos depois. O último modelo é o Land Rover mais apelativo e sofisticado que foi produzido até ao momento: combina o conforto sem igual, com a tecnologia mais vanguardista, de forma a proporcionar a melhor experiência que um SUV de luxo pode oferecer”.

O modelo original do Range Rover, de 1970, juntou, pela primeira vez, o requinte e a excelente condução em estrada, com uma capacidade todo-o-terreno extraordinária. E as seguintes gerações mantiveram o status do SUV mais potente e atrativo do mundo.

O modelo atual, da quarta geração, saiu para o mercado em 2012 e foi o primeiro SUV do mundo a incorporar uma estrutura leve, totalmente feita de alumínio, o que deu a esta série uma maior eficiência.

O SVAutobiography, que dá um passo mais além na sofisticação do design, é fabricado na divisão de ‘Special Vehicle Operations’ da Land Rover. É o Range Rover de produção em série mais luxuoso e potente que foi alguma vez feito nos 45 anos de história do veículo e está disponível com uma original pintura de dois tons e com motor a gasolina V8 de 550 CV. Este ano, celebra-se também os 21 anos da apresentação da denominação exclusiva da marca, Autobiography.

Em 2014, o Range Rover tornou-se no primeiro veículo a incorporar o novo sistema All-Terrain Progress Control (ATPC) da Land Rover. Uma tecnologia pioneira desenhada para elevar a capacidade todo-o-terreno, visto que permite manter, automaticamente, uma velocidade de marcha curta excecionalmente baixa quando passa sobre obstáculos, o que permite ao condutor concentrar-se na direção do veículo.

 

O Range Rover ao longo das gerações anteriores

A história do Range Rover começa nos anos sessenta, quando a Land Rover procura revolucionar o crescente mercado de veículos todo-o-terreno para lazer. A produção do primeiro protótipo teve início em 1966 e o modelo acabado foi apresentado ao mercado em Cornwall, em 1970, entre aplausos dos especialistas. A Land Rover reuniu, numa sessão fotográfica especial, as quatro gerações do Range Rover para mostrar a evolução do veículo.

 

Primeira geração – Classic (1970 – 1994)

O modelo da primeira geração, conhecido como Classic e apenas disponível com duas portas, foi inicialmente comercializado em 1970 com um motor V8 de alumínio, tração integral às quarto rodas e travões de disco em todas as rodas. Durante os 25 anos em que esteve no mercado, foram introduzidas diversas variantes e melhoramentos, incluindo, em 1981, um modelo de quatro portas e, em 1982, uma caixa de mudanças automática.

As inovações avançavam a bom ritmo. O primeiro Range Rover diesel chegou em 1986 e, em 1989, foi transformado no primeiro todo-o-terreno do mundo a estar equipado com travões ABS. Mais tarde, em 1992, voltou a estar na vanguarda ao converter-se no primeiro SUV com controlo de tração eletrónico e suspensão pneumática eletrónica e automática.

A fama da capacidade única do todo-o-terreno do Range Rover consolidou-se ainda mais graças a diversas provas de resistência de alto nível. Em 1972, foi o primeiro automóvel a completar uma expedição transamericana de 29 mil quilómetros organizada pelo exército britânico, que incluía atravessar a perigosa região de Darién, na América do Sul. A esta façanha seguiu-se, em 1974, uma viagem épica de 12 mil quilómetros pelo deserto do Saara, realizada em 100 dias com bons resultados.

A sua reputação continuou a crescer: em 1977, com a vitória na maratona de 30 mil quilómetros entre Londres-Sidney, na categoria de  4×4 e, em 1979, com o primeiro lugar conseguido no primeiro rali Paris-Dakar. Já em 1985, o Range Rover diesel “Bullet” alcançou 27 recordes de velocidade.

 

Segunda geração – P38a (1994 – 2001)

A segunda geração de Range Rover chama-se P38a em homenagem ao edifício 38ª da fábrica de Solihull, onde foi desenvolvido. Chegou em 1994 com um interior mais luxuoso, uma maior capacidade de destreza na estrada e uma maior capacidade todo-o-terreno. Os detalhes chave do seu design fazem com que se identifique rapidamente como um  Range Rover, tendo mantido a sua silhueta mítica, o teto de abrir, o capot característico, a porta traseira prática dividida e o perfil contínuo.

Entre as características tecnológicas que se destacam, incluem-se uma suspensão ajustável e uma gama de motores otimizada, com as variantes 2.5 diesel e 3.9 e 4.6 V8 a gasolina, que aumentaram, sem precedentes, o rendimento até ao limite.

Em 1999, a Land Rover criou o modelo Range Rover mais luxuoso até à data: a edição especial Linley. Inspirado no designer de mobiliário Lord Linley, nesta edição foram apenas fabricados dez veículos, que se venderam a um preço de 100 mil libras.

O exterior de todos os automóveis era preto, conjugado com estofos em couro, também pretos, tapetes confortáveis e um acabamento interior em Piano Black. Foi um dos primeiros veículos de luxo equipado com um sistema de navegação por satélite e a incluir uma televisão.

 

Terceira geração – L322 (2001-2012)

A chegada da terceira geração do Range Rover traz consigo melhorias significativas, em todos os aspetos,  no que diz respeito ao seu antecessor. É um veículo maior, mais espaçoso que o P38a, e com o interior inspirado no desenho dos iates de gama alta, nos móveis refinados e nos lugares da primeira classe das companhias aéreas. Desta forma, conseguiu criar-se o interior mais luxuoso do mundo para um automóvel.

Entre as características tecnológicas que se destacam estão os novos instrumentos “virtuais” introduzidos em 2010. O Range Rover converteu-se no primeiro automóvel a oferecer um ecrã de infoentretenimento em Dual View, um sistema que permite ao condutor seguir as instruções do sistema de navegação por satélite enquanto o passageiro desfruta de um DVD.

À medida que a tecnologia do motor avançava, aumentavam as possibilidade para a terceira geração do Range Rover. Em 2005, aparece o motor a gasolina 4.2 V8 sobrealimentado e, em 2006, é lançado o motor diesel TDV8. Três anos mais tarde, sai o motor a gasolina 5.0 V8, totalmente novo.

 

Cronologia – Um breve descritivo da história

 

1966 Início do fabrico do primeiro protótipo do Range Rover, reconhecido pelo “Station Wagon de ‘100-polegadas’”

1970 Comercialização do Range Rover original de duas portas, denominado Classic

1971 O Range Rover recebe o prémio RAC Dewar por desempenho técnico excecional

1972 O Range Rover torna-se o primeiro veículo a atravessar a região de Darien, numa expedição transamericana do exército britânico

1974 O Range Rover completa a expedição que atravessa o deserto Saara, de este a oeste – mais de 12 mil quilómetros em 100 dias

1977 Um Range Rover alterado consegue atingir a vitória, na categoria 4×4, da Maratona Londres-Sidney, um duro percurso de 30 mil quilómetros e o mais longo rali automóvel de pontuação por velocidade

1979 Um Range Rover especialmente modificado vence o primeiro rali Paris-Dakar (em 1981, este modelo volta a ganhar a prova)

1981 Lançamento do Range Rover de quatro portas e introdução da primeira edição limitada de fábrica – o “In Vogue”

1982 Fica disponível a transmissão automática para o Range Rover

1983 Apresentação da caixa manual de cinco velocidades do Range Rover

1985 O Range Rover a diesel ‘Bullet’ quebra 27 recordes de velocidade, incluindo um recorde diesel para uma média de mais de 160 Km/h em 24 horas

1987 Range Rover é comercializado na América do Norte

1989 O Range Rover torna-se o primeiro todo-o-terreno do mundo a incluir travões com sistema ABS

1990 A edição limitada CSK (assim denominada em honra do fundador Charles Spencer King) é lançada como uma versão mais desportiva do Range Rover desportivo

1992 O Range Rover Classic torna-se o primeiro veículo todo-o-terreno do mundo a ser equipado com controlo de tração eletrónico (ETC)

1992 Lançamento do LSE (conhecido como County LWB nos Estados Unidos), uma versão de chassis longo

1992 Introdução da suspensão pneumática eletrónica automática, a primeira do mundo dos todo-o-terreno

1994 Lançamento da segunda geração (P38a) do Range Rover

1996 O Range Rover Classic é retirado do mercado após uma produção total de 317.615 unidades

1999 Apresentação da Edição Limitada do Range Rover Linley no Salão Automóvel de Londres

2001 Apresentação da terceira geração (L322) do Range Rover

2002 Produção do veículo número 500.000 de Range Rover na fábrica de Solihull

2005 Lançamento do modelo de segunda linha, o Range Rover Sport

2006 Introdução do sistema Terrain Response e do motor Diesel TDV8

2009 Disponíveis os novos motores 5.0 V8 e 5.0 sobrealimentados para o Range Rover

2010 Range Rover celebra o seu 40º aniversário

2011 Lançamento do veículo de terceira linha, o Range Rover Evoque

2012 Apresentação da quarta geração (L405) do Range Rover, o primeiro SUV do mundo produzido em alumínio

2013 Estreia da edição Autobiography Black com maior distância entre eixos no Salão Automóvel de Los Angeles

2014 Primeira aparição mundial do Range Rover Hybrid LWB na China

2015 Exibição do Range Rover SV Autobiography no Salão Internacional do Automóvel de Nova Iorque

O Land Rover número ‘6.000.000’ é um Range Rover LWB SE Vogue apresentado na China.

A denominação Autobiography faz 21 anos.






 
 

 

Peugeot apresenta novo 508

Tudo muda no novo PEUGEOT 508: nova arquitetura, rebaixada e compacta, novo design exterior fluido e musculado, e interior espetacular que integra uma nova interpretação do PEUGEOT i-Cockpit®. O novo PEUGEOT 508 promete, ass...
by Edmar
0

 
 

A Volvo apresentou a nova Volvo V60.

Numa apresentação que decorreu online na página de facebook oficial da marca, os internautas ficaram a conhecer a nova carrinha Volvo. Tendo por base a nova plataforma SPA da Volvo – Scalable Product Architecture, util...
by Edmar
0

 
 

Citroen apresenta novo Berlingo

Criadora do segmento dos Veículos Multifunções em 1996, a Citroën desvendou o novo Berlingo. Uma terceira geração que dá continuidade à saga de uma silhueta diferente, simples e funcional, que soube inovar ao longo do t...
by Edmar
0

 

 

Mercedes apresenta ao mundo novo Classe A

O novo Mercedes-Benz Classe A mantém o mesmo aspeto dinâmico que já o caracteriza, mas agora com argumentos tecnológicos nunca vistos neste segmento. Redefine totalmente o luxo moderno na classe de veículos compactos e rev...
by Edmar
0

 
 

PEUGEOT 308 ESTREIA TRÊS MOTORES EURO 6.2d

Antecipando-se em nada menos do que 2 anos à normativa europeia Euro 6.2d em matéria de emissões poluentes, cuja obrigatoriedade está agendada para o ano de 2020, a PEUGEOT acaba de lançar no mercado nacional três novos m...
by Edmar
0

 




style="display:inline-block;width:728px;height:90px" data-ad-client="ca-pub-9971066314982170" data-ad-slot="3157887545">

0 Comments


Be the first to comment!


Deixe uma resposta


Últimas
 



 
Pular para a barra de ferramentas