Teste da Semana

30/11/2014

Teste da semana: Renault Twingo

Subscreva a nossa newsletter


O Twingo conseguiu com a primeira geração criar uma legião de fãs, devido à sua forma de mini-monovolume. Mas a segunda geração, apesar da qualidade que tinha, perdeu o elan que a primeira geração conseguiu, muito devido ao design, que era muito idêntico ao Citroen C2. Por isso, quando foi anunciada a parceria Daimler-Renault e que um dos produtos seria o Twingo e o Smart ForFour, este lançamento foi aguardado com ansiedade pelos fãs do Twingo. Conseguiria recuperar o elan da primeira geração? Ou acabaria com o Twingo de vez?

Por isso, quando vimos a primeiras fotos e informações do Twingo ficámos admirados, no mínimo: 5 portas, tracção e motor traseiro… Já não era um monovolume era um simpático e fofinho carro citadino… Mas quisemos deixar as impressões para a condução, apesar da Renault ter feito história com o R8 Gordini com motor e tracção traseira, já lá vão 50 anos em que esta fórmula não era utilizada.

Portanto, armados de chave na mão, entrámos no Twingo. A pensar no que seria Smart e no que seria Renault. A chave não parecia Renault… A primeira estranheza veio do facto de o soalho ser ao nível da porta, não existe o desnível típico de todos os carros. Possivelmente à espera das baterias de um smart eléctrico…

Essa foi a única coisa menos comum, o resto do habitáculo utiliza elementos de outros Renault, como o sistema RLink. Depois fomos para a estrada, o motor 900 cc de 3 cilindros e 90 cv era um velho conhecido de outros Renault (os motores não são comuns ás duas marcas). Em marcha o que logo notámos foi a leveza da direcção e com ela vem o raio de direcção abismal. Nunca antes tínhamos conseguido fazer as manobras que conseguimos fazer com este Twingo. Um dos benefícios de ter o motor atrás.

Portanto, parámos e fomos ver o motor. Erro, tirámos a esponja que isola o calor e o ruído do motor e tivemos que esperar que a chapa que cobre o motor arrefecesse. Entretanto fomos para a frente e tivemos que tirar um curso superior, recorra ao manual do carro para perceber. Não vou ser enfadonho com a descrição, mas poderia ser um método mais frendly. E desilusão: quando esperávamos um espaço para os sacos de compras, nada! Apenas espaço para a bateria, liquido de travões, do radiador e para o limpa para-brisas. um palmo mais à frente encontramos o radiador. Não há espaço para mais nada… Sendo assim, porque não fazer como no Audi A2? Maneira de verificar e aumentar os níveis apenas por uma portinhola?

Voltámos ao motor, retiramos a tampa e voltámos a meter a dita no lugar .

10347096_749737415062464_3585070313336390214_n

Se alguma coisa acontecer, não tente fazer isto, não vale a pena. Chame o reboque. O porta-bagagens, é de acesso fácil e alto. E é o maior do segmento. Tiveram que arranjar espaço para o motor e as bagagens ganharam com isso. Esperemos que no pico do verão o calor não afecte coisas mais sensíveis no porta-bagagens.

Como conhecíamos este motor do Clio sabíamos que o botão “Eco” significava castração do prazer de condução, por isso, desligámos o modo económico e este motor tornou-se um regalo. Mas os consumos ressentiram-se: chegámos aos 7,3 litros aos cem. Voltámos ao modo Eco, e os consumos chegaram aos 6,6 litros. E o modo foguete ficou para trás. Mas o Twingo, por ser mais leve que o Clio, continua agradável de conduzir e é o suficiente para a cidade.

Conclusão: O Twingo está fadado para ser líder de segmento. Apesar da concorrência aguerrida, na pele dos trigémeos 108, C1 e Aygo e do Hyundai i10, as outras escolhas a visitar antes de comprar o Twingo.

1468713_749737378395801_4215897341574788908_n

 






 
 

 

Peugeot apresenta novo 508

Tudo muda no novo PEUGEOT 508: nova arquitetura, rebaixada e compacta, novo design exterior fluido e musculado, e interior espetacular que integra uma nova interpretação do PEUGEOT i-Cockpit®. O novo PEUGEOT 508 promete, ass...
by Edmar
0

 
 

A Volvo apresentou a nova Volvo V60.

Numa apresentação que decorreu online na página de facebook oficial da marca, os internautas ficaram a conhecer a nova carrinha Volvo. Tendo por base a nova plataforma SPA da Volvo – Scalable Product Architecture, util...
by Edmar
0

 
 

Citroen apresenta novo Berlingo

Criadora do segmento dos Veículos Multifunções em 1996, a Citroën desvendou o novo Berlingo. Uma terceira geração que dá continuidade à saga de uma silhueta diferente, simples e funcional, que soube inovar ao longo do t...
by Edmar
0

 

 

Mercedes apresenta ao mundo novo Classe A

O novo Mercedes-Benz Classe A mantém o mesmo aspeto dinâmico que já o caracteriza, mas agora com argumentos tecnológicos nunca vistos neste segmento. Redefine totalmente o luxo moderno na classe de veículos compactos e rev...
by Edmar
0

 
 

PEUGEOT 308 ESTREIA TRÊS MOTORES EURO 6.2d

Antecipando-se em nada menos do que 2 anos à normativa europeia Euro 6.2d em matéria de emissões poluentes, cuja obrigatoriedade está agendada para o ano de 2020, a PEUGEOT acaba de lançar no mercado nacional três novos m...
by Edmar
0

 




style="display:inline-block;width:728px;height:90px" data-ad-client="ca-pub-9971066314982170" data-ad-slot="3157887545">

0 Comments


Be the first to comment!


Deixe uma resposta


Últimas
 



 
Pular para a barra de ferramentas